CNA diz que medidas de combate à seca são «insatisfatórias»


A Confederação Nacional da Agricultura (CNA) considerq que as medidas aplicadas pelo Governo para combater os efeitos da seca e dos incêndios são «insatisfatórias e insuficientes».
seca
«As medidas que até agora estão definidas institucionalmente são, de forma global, insatisfatórias e insuficientes, algumas são mesmo desadequadas», disse o dirigente da CNA, João Dinis, numa audição na comissão parlamentar de Agricultura e Mar.
Para o representante dos agricultores, a situação «é de excecional gravidade» e, por isso, são necessárias medidas que acompanhem as consequências provocadas pela seca e pelos incêndios.
«Na região Centro, tirando em algumas batalhas e guerras declaradas, nunca houve uma catástrofe que levasse tantas vidas em tão curto espaço de tempo. Nem nas estradas», acrescentou João Dinis, referindo-se aos incêndios florestais.
João Dinis considerou ainda que o aumento da rentabilidade florestal «é um fator estruturante», devendo, por isso, surgir medidas que vão ao encontro dessa situação, exemplificando que o preço atual da madeira «não provoca interesse económico».

Informação retirada daqui
0